Offside
Lado B

Fomos ao teatro com o Rúben Moreira.

Corporate

Um olhar sobre nós na voz dos nossos parceiros - Testemunho da Seedstars, pela voz de Pedro Gomes.

Fora de Série

"O facto de me terem proposto para Fora de Série vem apenas provar que estou a seguir o caminho certo, dando o melhor de mim. Aliás, um dos meus lemas de vida é “Se for para ser feito, ao menos que seja bem feito”. Diria que estou a cumprir!", António Barbosa (CPES)

Pensar Sério

"Confesso que no início sentia-me um 'peixe fora de água', não percebia a terminologia utilizada e a dinâmica era bastante diferente do que estava habituada. Eu costumava falar de “emoções”, “sentimentos” e “comportamentos” e não de “sistemas”, “redes”, “algoritmos”... Susana Rodrigues (C-BER)

Galeria do Insólito

As nossas colegas secretárias de um certo Centro têm a ambição (legitima, diga-se) de educar os colaboradores para que façam os seus pedidos atempadamente e não peçam uma viagem de avião para dali a 1 hora, um veículo alugado para o minuto seguinte ou um relatório para agora mesmo...

Ecografia

BIP tira Raio X a colaboradores do INESC TEC...

Novos Doutorados

Venha conhecer os novos doutorados do INESC TEC...

Novos Colaboradores

Em fevereiro, o INESC TEC recebeu 33 novos colaboradores. Conheça os seus rostos.

Cadê Você?

A melhor forma de transferir tecnologia é transferir pessoas.

Jobs 4 the Boys & Girls

Referência a anúncios publicados pelo INESC TEC, oferecendo bolsas, contratos de trabalho e outras oportunidades do mesmo género...

Biptoon

Mais cenas de como bamos indo porreiros...

Subscrever o BIP
 

Fora de Série

A Série dos fora de série

Num universo de mais de 800 colaboradores, são muitos os meses em que há mais de um colaborador com um desempenho “Fora de Série”. Prova disso mesmo é o facto de, em vários meses, recebermos mais do que um nomeado. Isto determinou uma mudança de política editorial: o BIP passou a destacar todos os nomeados em cada mês, sem opção de mérito (porque todos o têm muito!). Adicionalmente, tendo por base critérios de oportunidade noticiosa, é desenvolvida uma entrevista a um dos nomeados.

ESTE MÊS FALAMOS COM... António Barbosa (CPES)

1. O António está no INESC TEC desde 2009 e foi no Serviço de Comunicações e Informática (SCI) que trilhou grande parte do seu percurso profissional na instituição. Recentemente passou a integrar o CPES. Como é que sentiu esta mudança?

Esta foi uma mudança não planeada. Tinha começado o ano de 2016 com outros objetivos, que tiveram de ser redefinidos. Contudo, tendo alinhavado os meus objetivos com aquilo que o CPES representa, posso afirmar que não senti qualquer dificuldade na mudança em si. Fui sempre muito bem recebido por todos, sendo que já conhecia muita gente (principalmente os que estão há mais anos na casa) das minhas antigas funções. Posso afirmar que foi uma mudança muito bem-vinda e necessária até.

  

2. É especializado em Informática, mas abraça agora a área de energia no âmbito do projeto GReSBAS. Como surgiu a oportunidade de integrar este projeto?

A proposta para integrar o projeto partiu da coordenação do CPES (Luís Seca) e do coordenador do projeto (Joel Soares). Ambos sabiam que as minhas qualificações na área da Energia eram poucas, mas que tinha vontade de vencer novos desafios, de sair da minha zona de conforto. Para além disso, conhecer os cantos à casa é uma excelente vantagem para este projeto.

3. Quais os maiores desafios que tem encontrado pelo caminho? O que vai desenvolver em concreto para o GReSBAS?

O maior obstáculo que tenho encontrado é ter “conversas” sobre o tema Energia, discuti-lo com quem sabe. Contudo, tenho que agradecer a toda a gente pois sempre que coloco dúvidas prontamente me respondem (seja na teoria, seja na prática). Tenho aprendido imenso. Neste momento, o que me encontro a desenvolver no projeto GReSBAS é uma plataforma que permite monitorizar os consumos de todos os circuitos elétricos de ambos os edifícios do INESC TEC.

  

4. Depois da informática, a energia. O que ambiciona ainda fazer no futuro?

Neste momento o objetivo é manter-me na área de Energia e aprender um pouco mais sobre este capítulo. À parte disto, existe a possibilidade de obter mais valências na área da Domótica, que é uma área que aprecio muito, e que também me permite usar os meus conhecimentos em Informática.

5. Terminaremos este questionário, pedindo que comente a sua nomeação, feita pela coordenação do CPES:

"O CPES propõe em fevereiro o António Barbosa para Fora de Série. O António, cara conhecida do INESC TEC noutras funções, resolveu abraçar um novo desafio na área de energia e é membro da equipa do projeto GReSBAS, que visa desenvolver e implementar nos dois edifícios do INESC TEC um “Building Energy Management System”, que tem como objetivo reduzir, de forma significativa, a fatura de eletricidade dos mesmos. O António, não tendo formação específica na área de energia/automação, abraçou com grande responsabilidade, dedicação e autonomia todo o processo de instalação e comissionamento dos equipamentos, para além do seu trabalho esperado na gestão de base de dados e informação. Para não causar perturbações no normal funcionamento das instalações, esteve várias semanas a trabalhar de madrugada e fim de semana, com um empenho e motivação que são dignos de destaque."

Antes de mais, quero agradecer as palavras proferidas pela coordenação do CPES. É com orgulho que as leio pois transmitem um voto de confiança dado a alguém que, não tendo experiência na área, tem vontade de vencer. O facto de me terem proposto para Fora de Série vem apenas provar que estou a seguir o caminho certo, dando o melhor de mim. Aliás, um dos meus lemas de vida é “Se for para ser feito, ao menos que seja bem feito”. Diria que estou a cumprir! Espero com isto que no futuro venha mais vezes a ser nomeado para Fora de Série.