Offside
Lado B

Patrícia Gonçalves é voluntária na Associação Pata Vermelha.

Corporate

Um olhar sobre nós na voz dos nossos parceiros - Testemunho da Tekever, pela voz de Sofia Fernandes.

Fora de Série

"O que mais me motiva é a equipa fantástica do controlo de gestão em que estou inserida, pois somos mesmo um equipa e trabalhamos todos com o mesmo objetivo. Todos os dias tenho vontade de vir trabalhar." Bárbara Maia, Controlo de Gestão

Pensar Sério

"Confesso que no início estava um pouco perdida dentro deste universo multidisciplinar, entretanto percebi que o INESC TEC é diversificado em termos étnicos, culturais e também no que tange as opiniões e os pontos de vista, e que aos poucos abre-se para estes novos paradigmas." Luisa Gonçalves (CEGI)

Galeria do Insólito

O caso que a seguir relatamos passou-se por ocasião da Assembleia Geral do INESC P&D Brasil, em que foi pedido a um funcionário do edifício que tirasse uma foto das pessoas participantes.

Ecografia

BIP tira Raio X a colaboradores do INESC TEC.

Novos Colaboradores

Em março, o INESC TEC recebeu 24 novos colaboradores. Conheça os seus rostos.

Cadê Você?

O INESC TEC lança todos os meses no mercado pessoas altamente qualificadas...

Jobs 4 the Boys & Girls

Referência a anúncios publicados pelo INESC TEC, oferecendo bolsas, contratos de trabalho e outras oportunidades do mesmo género...

Biptoon

Mais cenas de como bamos indo porreiros...

Subscrever o BIP
 

Fora de Série

A Série dos fora de série

Num universo de mais de 800 colaboradores, são muitos os meses em que há mais de um colaborador com um desempenho “Fora de Série”. Prova disso mesmo é o facto de, em vários meses, recebermos mais do que um nomeado. Isto determinou uma mudança de política editorial: o BIP passou a destacar todos os nomeados em cada mês, sem opção de mérito (porque todos o têm muito!). Adicionalmente, tendo por base critérios de oportunidade noticiosa, é desenvolvida uma entrevista a um dos nomeados.

ESTE MÊS FALAMOS COM Bárbara Maia do Controlo de gestão (CG)

  

1. A Bárbara está no INESC TEC há quase três décadas. Como descreve o seu percurso na instituição? O que ainda lhe falta fazer?

Eu entrei para o INESC Porto em 1991, para o Centro de Automação para PMEs, com a função de técnica de documentação. O Centro era recém criado, e a minha função era documentar todos os livros/manuais que estavam a ser recebidos. No entanto, não era um trabalho muito aliciante nem motivador e fui começando a ajudar a secretária do Centro, passando depois a ser eu a secretária do Centro. Aí sim, era um trabalho motivador e interessante que me fez crescer pessoal (fiz a minha licenciatura) e profissionalmente e que me permitiu em 1998 ser convidada a integrar o DIL - Departamento de Informação e Logística, para trabalhar na prestação de contas dos projetos europeus, onde me encontro até hoje. A diversidade de tarefas que tenho que executar, bem como a todos os desafios que as entidades financiadoras nos colocam todos os dias, fazem com esteja sempre em constante aprendizagem e sinta que ainda tenho muito para aprender.

Em relação ao que me falta fazer, neste momento, não sinto que me falte nada, mas isso é hoje, não sei se amanhã sentirei vontade de fazer algo diferente.

2. O que é que mais a motiva? O que lhe dá mais prazer no seu trabalho?

O que mais me motiva é a equipa fantástica do Controlo de Gestão em que estou inserida, pois somos mesmo um equipa e trabalhamos todos com o mesmo objetivo. Todos os dias tenho vontade de vir trabalhar, apesar de por vez, os dias não correrem bem, mas há que ser positiva, amanhã é um novo dia e será melhor que o de hoje. Eu gosto do que faço e tento todos os dias ser um bocadinho melhor que no dia anterior. Gosto da interação que tenho que ter com os responsáveis dos projetos ajudando da melhor forma na execução financeira dos mesmos, dando sugestões/conselhos de forma a que cada pedido de pagamento feito seja 100% aprovado. Cada vez que um pedido de pagamento é aceite na sua totalidade, isso faz-me sentir orgulho no meu trabalho.

3. É a segunda vez que a Bárbara é nomeada Fora de Série. Qual a sensação de ver o seu trabalho reconhecido mais uma vez?

Não vou dizer que não me sinto orgulhosa por ver o meu trabalho reconhecido, mas acho que eu não sou a única fora de série do controlo de projetos, somos todas(os) fora de série por conseguirmos fazer a prestação de contas de tantos projetos que o INESC TEC tem, e com todas as burocracias e entraves que as instituições financiadoras criam, e ainda assim minimizar os valores rejeitados.

Esta nomeação tem um “gostinho” especial, pois no fundo é um reconhecimento do meu trabalho diário, onde coloco todo o meu brio e profissionalismo.

  

4. Foi nomeada pelo seu envolvimento na auditoria da Comissão Europeia a três projetos H2020. Quais foram os maiores desafios que encontrou durante este processo?

É uma enorme responsabilidade quando temos uma auditoria da CE, pois qualquer coisa que não esteja correta tem implicações em todos os projetos europeus que a instituição tenha.

Por isso, apesar de já ter sempre toda a documentação preparada nos dossiers de projeto, existe sempre informação e explicações que nestas auditorias são solicitadas sendo muito importante que não falte nada. O tempo de preparação não foi muito, mas com a ajuda do Alberto (não posso deixar de o referir), conseguimos ter tudo preparado aquando do início dos trabalhos de auditoria.

Claro que não conseguir responder a todas as questões que durante a semana nos foram sendo colocadas era o meu maior receio, mas acho que conseguimos dar resposta a tudo e mostrar que estava tudo dentro das regras da Comissão Europeia.

5. Terminaremos este questionário, pedindo que comente a sua nomeação, feita pela responsável do Controlo de Gestão (CG).

“Venho por este meio sugerir a nomeação da Barbara Maia para ‘Fora de Série’ do BIP do mês de abril.

A Bárbara Maia merece ser destacada pelo elevado nível de profissionalismo, empenho e imensa responsabilidade com que assumiu o acompanhamento à auditoria da Comissão Europeia a três projetos H2020 durante a semana de 20 a 24 de março. Estas auditorias constituem momentos críticos já que servem não só para monitorizar, mas também para avaliar o cumprimento escrupuloso das regras impostas pela Comissão Europeia aos financiamentos atribuídos no âmbito dos projetos H2020 que, como se sabe, constituem uma fonte fundamental de financiamento das atividades desenvolvidas no INESC TEC.

A Bárbara conduziu de forma irrepreensível este processo, planeando e organizando toda a informação necessária com a devida antecedência, garantindo que tudo estava devidamente instruído e conciliando de forma exemplar todas as solicitações com as restantes tarefas quotidianas e com as exigências da sua vida pessoal. Por estes factos considero que o seu desempenho merece um especial destaque este mês.”

Bem fiquei sem palavras, apesar de saber que a Marta reconhece o meu trabalho. Não foi efetivamente uma semana fácil, mas tenho também que agradecer ao resto da equipa do CG que me foi ajudando nas minhas outras tarefas quotidianas, mesmo fazendo algumas delas, para que eu conseguisse dar resposta à Auditoria da CE, que era vital que corresse bem. E à Marta que também nessa semana esteve sempre presente e a ajudar e a responder ao enorme número de questões que nos foram colocadas.