Offside
Lado B

Patrícia Gonçalves é voluntária na Associação Pata Vermelha.

Corporate

Um olhar sobre nós na voz dos nossos parceiros - Testemunho da Tekever, pela voz de Sofia Fernandes.

Fora de Série

"O que mais me motiva é a equipa fantástica do controlo de gestão em que estou inserida, pois somos mesmo um equipa e trabalhamos todos com o mesmo objetivo. Todos os dias tenho vontade de vir trabalhar." Bárbara Maia, Controlo de Gestão

Pensar Sério

"Confesso que no início estava um pouco perdida dentro deste universo multidisciplinar, entretanto percebi que o INESC TEC é diversificado em termos étnicos, culturais e também no que tange as opiniões e os pontos de vista, e que aos poucos abre-se para estes novos paradigmas." Luisa Gonçalves (CEGI)

Galeria do Insólito

O caso que a seguir relatamos passou-se por ocasião da Assembleia Geral do INESC P&D Brasil, em que foi pedido a um funcionário do edifício que tirasse uma foto das pessoas participantes.

Ecografia

BIP tira Raio X a colaboradores do INESC TEC.

Novos Colaboradores

Em março, o INESC TEC recebeu 24 novos colaboradores. Conheça os seus rostos.

Cadê Você?

O INESC TEC lança todos os meses no mercado pessoas altamente qualificadas...

Jobs 4 the Boys & Girls

Referência a anúncios publicados pelo INESC TEC, oferecendo bolsas, contratos de trabalho e outras oportunidades do mesmo género...

Biptoon

Mais cenas de como bamos indo porreiros...

Subscrever o BIP
 

Literatura Digital no INESC TEC

Claudia Grechi Steiner, escritora brasileira, esteve no INESC TEC para falar sobre "Os rumos da Literatura Digital". A sessão decorreu no dia 18 abril, como parte integrante do evento cultural "Café com Pão de Queijo", organizado todos os meses pelo Gabinete Brasil do INESC TEC.

Segundo defende a autora, “literatura digital não é ler em dispositivos móveis, o formato digital não é o formato digitalizado. A literatura digital é produzida a pensar nos suportes digitais e não funciona no formato impresso”.

O seu romance intitulado "Só o pó", de 2012, foi o primeiro romance do mundo a explorar a rede Facebook como plataforma de publicação, em qualquer língua, na qual os capítulos iam sendo publicados online ao longo dos meses, acompanhados de conversas e posts dos personagens. Os leitores podiam assim interagir com as personagens, em tempo real, acompanhar a sua vida fora do âmbito da história e dar a sua opinião à autora, entre outras possibilidades que esta nova ferramenta permite.

Claudia Steiner admite que “a literatura digital ainda está pouco conhecida e é limitada face aos suportes inteligentes”, mas que tem muito por onde se desenvolver, nomeadamente no que diz respeito a tecnologias, software e aplicações móveis. 

“Qual a diferença entre Literatura digitalizada e Literatura Digital”, “As possibilidades da Literatura Digital e seus suportes (ebooks, audiobooks, sites, aplicações) e “O futuro da Literatura é digital” foram alguns dos temas abordados na sessão.

Claudia Steiner foi repórter, editora de texto e coordenadora de web em diversas editoras e publicações brasileiras. Nos anos 90, participou na primeira cobertura de eleições presidenciais no Brasil feita por um portal de internet, o UOL. Como coordenadora de web, desenvolveu, junto de programadores, sites interativos pioneiros. Desde 2003 já publicou três romances, dois deles em formato multimédia e desenvolvidos especialmente para os suportes digitais, «Só o Pó» e «Castelo Schweinstein», este último já traduzido para inglês e distribuído em todas as plataformas de venda de ebooks.

“Café com Pão de Queijo” é uma iniciativa do Gabinete Brasil do INESC TEC e tem por objetivo alimentar um aumento do conhecimento mútuo em espaço de convívio da comunidade brasileira do INESC TEC com a portuguesa e os demais colegas. As sessões são mensais e têm permitido que diversos aspetos da cultura, realidade física e social do Brasil sejam apresentados, com bom humor, enquanto os presentes se deliciam com pão de queijo mineiro e um cafezinho português, numa barafunda organizada muito tropical.